Raízes da pesada carga de impostos brasileira

Novembro 17, 2015

Artigo de Gabriel Ondetti (professor de políticas latino-americanas, especialmente Brasil, México e Bolívia, na Missouri State University em Springfield/USA) no Journal of Latin America Studies de novembro/2015 aborda o tema - extremamente crítico para o dia a dia da população - do que denomina de pesada carga de impostos brasileira.

O texto - The roots of Brazil's heavy taxation - pode ser lido no Portal de Economia JRRA (de José Roberto R. Afonso) ou no site do JLAS - Volume 47 /issue 04 / November. O endereço é: https://journals.cambridge.org/abstract\_S0022216X15000796

A América Latina é amplamente conhecida por ser uma região de baixos impostos. No entanto, com uma carga tributária de quase o dobro da média regional, o Brasil desafia esta descrição. Embora inicialmente não figurasse no topo do ranking regional, no início da década de 1980 o Brasil emergiu como o país onde se aplicam os maiores impostos na América Latina. Este artigo busca explicar a trajetória brasileira examinando o processo através do qual o país ultrapassou a Argentina, o Chile e o Uruguai para tornar-se aquele com a maior carga tributária; e os motivos pelos quais os impostos continuaram aumentando nas últimas duas décadas. Enfatizam-se duas variáveis: as bases classistas do crescimento do setor público e o nível de apoio à democracia entre importantes atores políticos. Estas variáveis interagem de diversas maneiras em diferentes períodos, mas têm sistematicamente contribuído para o aumento de impostos.

Tags: []