Programa brasileiro de controle da malária é premiado pela OMS

Novembro 17, 2015

No Dia da Malária nas Américas, 6 de novembro corrente, o Programa Nacional de Prevenção e Controle da Malária desenvolvido no Brasil pelo Ministério da Saúde recebeu uma extraordinária e mais do que merecida honraria: o prêmio Malária Champions of the Américas (Campeão das Américas em Malária), concedido pela Organização Mundial da Saúde (OMS), Organização Pan-Americana da Saúde (OPS), Fundação das Nações Unidas, Instituto Milken de Saúde Pública da Universidade George Washington  e pela Escola de Saúde Pública John Hopkins.

É um feito de alta relevância para a epidemiologia nacional que confirma as tradições de trabalho e de mérito originadas em Osvaldo Cruz no início do século XX e continuadas por um grande número de dedicados profissionais que deram à saúde pública brasileira o renome internacional que agora, uma vez mais, é reconhecido pelas organizações de maior relevância científica do mundo. Vejamos o que diz o diploma de mérito:

"Malária Champions of the Américas, concedido ao Programa Nacional de Prevenção e Controle da Malária - Brasil - 6 de novembro de 2015 - Dia da Malária nas Américas.

Em reconhecimento à sua destacada resposta ao chamamento dos Objetivos de Desenvolvimento para o Milênio (ODM) das Nações Unidas, ampliando esforços que significativamente reduziram o ônus nacional e global da malária desse modo atendendo os ODM ao diminuir os casos de malária em 76%, de 613.241 para 143.145, hospitalizações em 84% e óbitos em 61% desde o ano 2000; promovendo uma forte coordenação técnica e colaboração de todos os níveis de governo e dos vários apoiadores; facilitando o envolvimento em larga escala do setor privado na resolução de temas abrangentes e de lacunas; e promovendo equidade no alcance de impacto em municipalidades com pobreza extrema, entre mulheres grávidas, crianças com menos de 5 anos, e outras populações de alto risco e de difícil acesso.

Carissa Etienne, Diretora da OPS; Kathy Calvin, presidente e Chefe-Executiva da Fundação das Nações Unidas; Lynn Goldman, reitora do Instituto Milken de Saúde Pública; Michael J. Kraig, reitor da Escola John Hopkins de Saúde Pùblica."

[caption id="attachment_2453" align="alignright" width="218"]Malaria Champion of the Americas, extraordinária vitória da saúde pública brasileira Malaria Champion of the Americas, extraordinária vitória da saúde pública brasileira[/caption]

Tags: [Américas, Brasil, Doenças transmissíveis, Malária, OMS, OPS, Saúde Pùblica]