Por esses belos olhos você votaria nela?

Agosto 21, 2015

[caption id="attachment_2228" align="aligncenter" width="300"]Quem está por detrás da burka? Se for candidata você se animaria a elegê-la? Quem está por detrás da burka? Se for candidata você se animaria a elegê-la?[/caption]

As eleições municipais de 12 de dezembro próximo na Arábia Saudita trarão uma extraordinária novidade: pela primeira vez no país mulheres poderão votar e ser votadas!

É o coroamento de décadas de luta que afinal desaguou na decisão do rei Abdullah bin Abdulaziz al-Saud em 2011 que agora se afinal cumpre, ao menos para Jamal al-Saadi e Safinaz Abu al-Shamat que encabeçaram, no último domingo, a fila das que se inscreveram para exercer um direito que ainda é raro nos países muçulmanos. A inscrição de candidatas começa em 30 de agosto esperando-se que 70 mulheres concorram.

Não é fácil fazer campanha na Arábia Saudita, um país sob rígido controle da monarquia sunita. Os locais de votação serão separados por sexo. Quanto à propaganda, é proibido colocar a foto (esta proibição também atinge os homens) em cartazes, faixas ou santinhos. Quem se dispuser a escolher uma dama em quem votar terá de conhecê-la previamente num ambiente, em geral caseiro, onde o uso da burka (cobre todo o corpo) ou do niqab (cobre somente o rosto) é necessário nos espaços públicos, onde a mulher deve estar acompanhada pelo marido, por um irmão ou por alguém da família do sexo masculino. A organização “feminista” (até onde por lá isso é possível) Baladi programou uma série de workshops destinados a treinar potenciais candidatas nos procedimentos, técnicas e estratégias de campanha, mas o ministro de Assuntos Municipais e Rurais baixou portaria desautorizando os eventos, sob o argumento de que os programas eleitorais devem ser unificados de maneira centralizada. 

No fundo a situação de discriminação de gênero pouco mudará no país, pois está claramente contida na Constituição e é constantemente reforçada pelos tribunais. Mesmo assim, algumas sauditas têm desafiado a proibição de dirigir automóveis. Acabam sendo presas pela polícia, mas ultimamente advogados têm conseguido libertá-las. (VGP)

Tags: [Arábia Saudita, gênero, voto feminino]