Maduro quer expulsar a OEA das Américas

O ainda presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, ao abrir o Congresso da Pátria falou para uma audiência formada por militares em frente ao Ministério da Defesa em Caracas.

Pasmos, seus ouvintes – todos de farda – e a imprensa o escutaram pedir que a Organização dos Estados Americanos, formada por todas as nações da região, sumisse. é o mesmo que dizer a um pai de família que abandone sua casa, sua mulher, seus filhos não porque exista algum problema entre eles e sim porque o ditador assim resolveu ordenar. Como pode a OEA sair de sua própria casa porque Maduro não gostou das posições tomadas pelo Secretário Geral, o uruguaio Luís Almagro?

A razão para tanto ódio está na proposta de Almagro de aplicar a Carta Democrática Interamericana ao país. Em seu estilo, o presidente venezuelano lhe respondeu: “Métase su Carta Democrática por donde le quepa” (Enfie sua Carta Democrática onde lhe couber).

Em texto relativo à crise venezuelana, o jornal peruano El Comercio comenta que um hamburguer custa 1.700 bolívares, o equivalente a 170 dólares pelo câmbio oficial de 10 bolívares por dólar, e uma noite de hotel 69.000 bolívares, ou seja, 6.900 dólares. Mas nenhum comerciante cobra pelas taxas oficiais e sim pelo mercado negro onde 1 dólar é trocado por 1.000 bolívares.

 

.o uruguaio Luis Almagro, Secretário- Geral da Organização dos Estados Americanos (OEA)

 

A nota a seguir reproduzida é da edição de hoje do jornal venezuelano El Universal.

Caracas.- El presidente de la República, Nicolás Maduro, expresó el lunes su repudio al “intervencionismo extranjero” y llamó a la Organización de Estados Americanos (OEA) a salir de Venezuela y de América.

“He llamado a levantar un poderoso movimiento en defensa de la paz, la independencia y contra el intervencionismo extranjero. ¡No a la OEA! Fuera la OEA de Venezuela y de América”, dijo en un discurso ante un grupo de militares en la sede del Ministerio de Defensa. Maduro dijo que Venezuela es blanco de intentos de intervención por sus recursos, ya que además de tener la mayor reserva de petróleo del mundo espera la certificación de sus reservas de oro, diamantes y gas. “Pero la mayor riqueza del país es (Simón) Bolívar. La revolución bolivariana, chavista es la que crea mayor temor en la oligarquía, es la mayor riqueza que tenemos”. Durante el acto Maduro señaló que la Fuerza Armada es garantía de estabilidad y unión del país y por eso “los enemigos de la patria buscan dividirla y desmoralizarla”.

Be the first to comment

Deixe seu Comentário

Seu e-mail não será publicado.


*