Tuk-tuk pode invadir o Brasil

O Tuk-tuk, um triciclo motorizado que substituiu o tradicional riquixá (de tração humana) e inferniza ruas, vielas e avenidas nos países asiáticos, chegou ao Brasil e em breve poderá se constituir em uma ameaça a mais para o caótico trânsito das cidades brasileiras. Entra como uma alternativa entre a moto e o táxi.

Inicialmente está sendo produzido em Manaus pela empresa Motocar com motor importado da China, em versões para carga suportando até 350 kg de peso (ou como substituto das baraquinhas que vendem sanduíche ou qualquer coisa na rua) e passageiros destinado a duas pessoas com bagagem. O combustível é gasolina e o triciclo vem com extintor, rodinhas de liga leve com freio a disco na dianteira. O motor OHV cilíndrico de quatro tempos permite rodar a até 65 km por hora e exige do condutor apenas carteira de motociclista sem necessidade de capacete protetor. O preço de um 0 Km vai de R$ 10.500,00 a R$ 14.900,00, mas já tem gente torrando o seu usado mais em conta. Vai encarar?

Tuk-tuk, o triciclo brasileiro
Tuk-tuk, o triciclo brasileiro

Be the first to comment

Deixe seu Comentário

Seu e-mail não será publicado.


*