Vice cai em desgraça no Zimbabwe

Novembro 28, 2014

A vice-presidente Joice Mujuru perdeu seu posto no Comitê Central do partido União Nacional Africana - Zanu PF e, com isso, deverá ser afastada do governo do Zimbabwe pelo eterno presidente Robert Mugabe que, aos 90 anos, não parece dar sinais de fraqueza. No governo central e nas províncias, 9 de cada 10 aliados de Mujuru foram demitidos.

Joice, 59, viúva de Salomon Mujuru, o último herói da Guerra de Liberação, vinha sendo considerada como a mais provável sucessora de Mugabe. Seu mais direto concorrente, o Ministro da Justiça Emerson Mnangagwa, também perdeu prestígio. A cruzada contra ela é alimentada por Grace Mugabe, a esposa do ditador, num sinal de que a primeira dama é que pode se impor como a nova futura presidente quando em 2 de dezembro deste ano o partido escolher suas novas lideranças.

Mantendo sua permanente disposição, Mugabe visitou recentemente, pela 13a. vez a China, lá permanecendo ao longo de cinco dias. Ele e Grace foram recebidos com honras militares pelo casal Xi Jinping (presidente da República Popular da China) e Peng Liyuan. Xi, que assinou vários acordos principalmente para investimentos em infraestrutura, declarou que Mugabe é um grande líder do processo de liberação da África e um velho amigo do povo chinês. No último ano, a China destinou ao Zimbabwe mais recursos do que a qualquer outro país africano. As relações entre os dois países remontam à luta revolucionária dos anos 1970 quando Pequim forneceu armas e treinou os líderes guerrilheiros do Zanu-PF.

Mugabe, um pária do mundo ocidental, governa desde 1980 com poderes absolutos, sendo sucessivamente reeleito. Impôs o reinado da raça negra 20141117231522825734_20e perseguiu tanto os fazendeiros brancos quanto os membros da oposição, mas levou o seu país à ruína econômica, com os maiores índices inflacionários do globo.

Tags: []