Vinhos: 10 maiores regiões produtoras e o Brasil

Outubro 13, 2014

Você sabe que recentemente surgiram vinhedos no Deserto de Gobi? Surpreendem-se os adoradores da tradicional teoria dos paralelos ao encontrarem nas prateleiras dos supermercados novos e por vezes razoáveis vinhos procedentes de altitudes ou  baixios realmente intrigantes.

Contudo, 80% dos vinhos produzidos no planeta ainda são provenientes de dez países top e os três maiores – França, Itália e Espanha – respondem pela metade do total. A seguir veja um resumo dos “10+” com um comentário ao final sobre os vinhos brasileiros. Leia mais em https://winefolly.com/tutorial/clinking-wine-glasses/

1** França**

Embora franceses e italianos sigam competindo pela posição de líderança global, a cada ano sua produção diminui. A França diminuiu em 11% o volume total de seus vinhos desde 2007.

Principais uvas: Merlot, Grenache (ou Garnacha).

3** Espanha**

O país tem a maior superfície plantada da Terra, em termos de hectares plantados, não obstante tenha um rendimento bem menos que o de seus vizinhos França e Itália. Principais uvas: Tempranillo, Airén.

5** Argentina**

Los hermanos continuam aumentando sua produção vinícola a cada ano, batendo recordes de expansão (8% ao ano) que lhe possibilitam participação crescente nos mercados internacionais. Principais uvas: Malbec, Chardonnay

7** Alemanha**

Vinhos brancos aromáticos são a marca registrada alemã, com exportações direcionadas principalmente para os EUA e Reino Unido. Principais uvas: Riesling, Müller-Thurgau

9** Chile**

Vinhos tintos da uva carmenére, conhecida como a varietal perdida de Bordeaux, é o carro-chefe dos nades chilenos, que mantém  em suas exportações, o foco nas cepas tradicionais. Principais uvas: Cabernet, Chardonnay

2** Itália**

A permanência na segunda posição não impede o país de redu\zir a produção numa media annual de 7% ao longo dos últimos sete anos. Principais uvas: Sangiovese, Trebbiano

4** Estados Unidos**

90% dos vinhos norte-americanos provém da Califórnia, onde está o segundo maior produtor do planeta: a Gallo, na cidade californiana de Modesto

Principais uvas: Cabernet Sauvignon, Chardonnay

6** Austrália**

A prioridade para os australianos é a exportação, que experimentou um boom desde que o dólar norte-americano debilitou-se. Atualmente a Austrália está expandindo suas vendas para a China com ponto focal em Hong Kong e em toda a Ásia. Principais uvas: Shiraz, Chardonnay

8** África do Sul**

Tradicionalmente conhecida pela Chenin Blanc e ultimamente pela Pinotage, o país responde pelo maior volume de conhaque disponível no mundo.

**Principais uvas:  **Chenin Blanc, Colombard.

10** Portugal**

Conhecido fundamentalmente graças ao Vinho do Porto, um vinho com elevado teor alcoólico do norte do país destinado a acompanhar a sobremesa ou a servir como aperitivo, Portugal se caracteriza, ainda, pela mescla da múltiplas cepas especialmente em seus vinhos brancos. Principais uvas: Alvarinho, Touriga Nacional.

E o Brasil?

A Serra Gaúcha é maior região de produção de vinho do país (90% do total – cerca de 40 mil hectares), com destaque para o município de Bento Gonçalves.com ênfase produtiva similar ao das principais zonas vitivinícolas europeias, ou seja, nas uvas Merlot, Cabernet Sauvignon e Cabernet Franc, além das brancas Chardonnay, Sauvignon Blanc e Riesling itálica.

Já na região da Campanha Gaúcha – fronteira com o Uruguai – há também uma considerável área plantada com a Tannat. No Vale do São Francisco no pólo formado pelas cidades de Petrolina e Juazeiro, as uvas mais cultivadas são a Moscatel, Syrah e Cabernet Sauvignon. Em Santa Catarina, na altitude de 1200 metros do planalto catarinense e intenso frio principalmente entre os meses de junho e agosto, uma vez mais as preferidas são as uvas europeias, mas em São Joaquim e Bom Retiro é possível encontrar Malbec, Sangiovese, Teroldego, e, quem sabe, até mesmo elaborar um bom icewine graças a colheitas sob temperaturas extremamente baixas.

No Sul há uma só colheita ao ano, no verão com repouso dos vinhedos no inverno, mas no Vale do São Francisco é possível obter colheitas sucessivas, até 2 e 1/2.  a cada 365 dias. A grande diversidade do vasto território brasileiro permite a elaboração de vinhos predominantemente jovens, frutados, com teor alcoólico moderado, que cada vez mais chamam a atenção do mundo

[caption id="attachment_1160" align="alignright" width="300"]Dez maiores regiões produtoras de vinhos no mundo Dez maiores regiões produtoras de vinhos no mundo[/caption]

.

Tags: [Brasil, Dez maiores regiões, França, Itália, produção de vinhos, vinhos]