Melhores universidades do mundo incluem 29 brasileiras

Acaba de ser divulgado o Best Global Universities Ranking (Ranking Global das Melhores Universidades) pelo U.S. NEWS – Ver relação completa em:

https://www.usnews.com/education/best-global-universities/search/?name=

Com 100 pontos, o grau máximo, a Harvard University de Cambridge/MA é a melhor escola do total avaliado de 1.250 instituições de 74 países.

Harvard, em Cambridge, Estados Unidos, a melhor Universidade do mundo.

Cinco das sete primeiras são norte-americanas, com as britânicas Oxford e Cambridge como exceções.

Pela ordem, da 2a. à 10a. (três escolas empataram na 10a. posição), com a pontuação entre parêntesis: Massassuchetts Institute of Technology em Cambridge, Estados Unidos (97,3) – Stanford Univ. em Stanford (92,3) – Univ. of California em Berkeley (90,8) – Univ. of Oxford em Oxford, Reino Unido (87,3) – California Institute of Technology em New York (84,6) – Univ. of Cambridge do Reino Unido (81,3) – Columbia Univ. em Princeton (84,2) –  Princeton Univ. em Princeton (84,2), John Hopkins Univ. em Baltimore, Univ. of Washington em Seattle e Yale Univ. em New Haven (todas com 83,4 pontos).

A primeira escola canadense a aparecer é a Universidade de Toronto em 20º lugar (80,7 pontos). A outra escola de Toronto, a Ryerson University, alcançou apenas a 818ª, colocação.

De outros países europeus que não o Reino Unido, a melhor posição é do Swiss Federal Institute of Technology de Zurich/Suíça em 25º (77,2 pontos). Há que destacar as australianas Univ. de Melbourne em 26º e de Sidney em 34º.  A Universidade de Tóquio aparece em 57º, a de Pequim em 65º, a de Barcelona em 81º e a Univ. King Abdulaziz de Jeddah na Arábia Saudita em 110º. De Portugal, a Univ. do Porto obteve a 310a. posição e a tradicional Univ. de Coimbra a 390ª. Do leste europeu há poucos destaques, classificando-se como a melhor a Univ. Ivane Javakhishvilli State de Tbilisi na Geórgia em 359º lugar.

Em termos de América Latina, a liderança continental cabe à Universidade de São Paulo, USP, classificada em 153º lugar com 61,4 pontos, seguida pela PUC de Santiago do Chile em 315º, UFERJ em 338º, Universidade de Buenos Aires em 341º, UNICAMP em 344º, UNAM do México em 374º.

Vinte e nove Universidades brasileiras foram categorizadas nesse ranking. As dez melhores foram, pela ordem: USP (153º) – Federal do Rio de Janeiro (338º e 50,3 pontos) – UNICAMP de Campinas (344º e 50,1 pt) – Federal do Rio Grande do Sul de Porto Alegre (471º e 44,4 pt) – Federal de Minas Gerais de Belo Horizonte (497º e 43,8 pt) – UNESP de São Paulo  (505º e 43,6 pt) – Federal do ABC de Santo André (513º e 43,3 pt) – Estadual do Rio de Janeiro, UERJ (529º e 42,7 pt) – Federal de São Paulo (586º e 40,4 pt) – Federal de Santa Catarina de Florianópolis (658º e 37,4 pt).

Em seguida, na 11a. posição entre as nacionais, colocou-se a Universidade de Brasília, UNB, com 34,8 pontos e 731a. na classificação geral, mesma posição da Universidade do Nordeste da China da cidade de Shenyang e da sul-africana Western Cape.

Os critérios de avaliação consideram treze indicadores com seus respectivos pesos. Entre eles examinam-se a reputação global e regional em pesquisas acadêmicas, publicações, impacto das citações bibliográficas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Be the first to comment

Deixe seu Comentário

Seu e-mail não será publicado.


*