Os 98 de Fachin: repercussão externa modesta (Boletim nº 40, de 13/4/2017)

Assunto único e bombástico em toda a mídia brasileira, a lista dos 98 investigados de alto coturno da Operação Lava Jato, liberada pelo ministro do STF Luíz Edson Fachin, obteve escassa repercussão nas redes globais e em  jornais de outros países.

Um dia depois, El País em sua edição em português colocou em manchete um aspecto menor do problema: “(Na) Lista de Fachin: quem não tem foro privilegiado tem medo”. Outras mídias, como a da CNN, apontam a quantidade de ministros acusados que fazem parte do governo Temer.

Com as atenções tomadas para o permanente besteirol de Donald Trump e para o cada vez mais evidente risco de que ele provoque uma reação letal em cadeia (analistas dizem que o risco de uma 3ª. Guerra está cada vez mais próximo), e agora tendo como foco o lançamento da “mãe de todas as bombas” sobre o distrito afegão de Achin na província de Hawgarhar, a mídia global desta feita pouca atenção concedeu à endêmica corrupção no Brasil.

Em verdade, a população brasileira não vai além do espanto com mais estas “barbaridades”, embora lamente os fatos pois sabe que eles apenas agravarão ainda mais a profunda crise em que o país se debate, exatamente em função dos políticos que tem.

Mundo Século XXI reproduz, a seguir a nominata completa dos envolvidos, na esperança de que pelo menos sirva para apressar a necessária depuração radical da política brasileira, ai se incluindo a substituição dos atuais partidos políticos e de seus dirigentes.

Como já se esperava, a maioria dos envolvidos (20) são provenientes do Partido dos Trabalhadores, seguindo-se o PMDB (14), PSDB (12), além de 34 políticos de 11 Partidos e 8 sem filiação partidária expressa.

 

Os 98 investigados (lista ministro Luíz Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no STF, em 11/4/2017)

8 Ministros

Eliseu Padilha (PMDB), da Casa Civil

Moreira Franco (PMDB), da Secretaria-Geral da Presidência da República

Gilberto Kassab (PSD), da Ciência e Tecnologia

Helder Barbalho (PMDB), da Integração Nacional

Aloysio Nunes (PSDB), das Relações Exteriores

Blairo Maggi (PP), da Agricultura

Bruno Araújo (PSDB), das Cidades

Marcos Pereira (PRB), da Indústria, Comércio Exterior e Serviços

24 Senadores

Romero Jucá Filho (PMDB-RR)

Aécio Neves da Cunha (PSDB-MG)

Renan Calheiros (PMDB-AL)

Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE)

Paulo Rocha (PT-PA)

Humberto Sérgio Costa Lima (PT-PE)

Edison Lobão (PMDB-PA)

Cássio Cunha Lima (PSDB-PB)

Jorge Viana (PT-AC)

Lidice da Mata (PSB-BA)

Ciro Nogueira (PP-PI)

Dalírio José Beber (PSDB-SC)

Ivo Cassol (PP-RO)

Lindbergh Farias (PT-RJ)

Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM)

Kátia Regina de Abreu (PMDB-TO)

Fernando Afonso Collor de Mello (PTC-AL)

José Serra (PSDB-SP)

Eduardo Braga (PMDB-AM)

Omar Aziz (PSD-AM)

Valdir Raupp (PMDB-RO)

Eunício Oliveira (PMDB-CE)

Ricardo Ferraço (PSDB-ES)

Antônio Anastasia (PSDB-MG)

39 Deputados federais

Rodrigo Maia (DEM-RM), presidente da Câmara

Paulinho da Força (SD-SP)

Marco Maia (PT-RS)

Carlos Zarattini (PT-SP)

João Carlos Bacelar (PR-BA)

Milton Monti (PR-SP)

Beto Mansur (PRB-SP)

José Carlos Aleluia (DEM-BA)

Daniel Almeida (PCdoB-BA)

Mário Negromonte Jr. (PP-BA)

Nelson Pellegrino (PT-BA)

Betinho Gomes (PSDB-PE)

José Paulo Papa (PSDB-SP)

Jutahy Júnior (PSDB-BA)

Pedro Paulo Teixeira (PMDB-RJ)

Maria do Rosário (PT-RS)

Ônix Lorenzoni (DEM-RS)

Vicente “Vicentinho” Paulo da Silva (PT-SP)

Cacá Leão (PP-BA)

Dimas Toledo (PP-MG)

Décio Lima (PT-SC)

Alfredo Nascimento (PR-AM)

Antonio Brito (PSD-BA)

Arlindo Chignalia (PT-SP)

Arthur Maia (PPS-BA)

Celso Russomano (PRB-SP)

Daniel Vilela (PMDB-GO)

Fábio Faria (PSD-RN)

Heráclito Fortes (PSB-PI)

Zeca Dirceu (PT-PR)

Zeca do PT (PT-MS)

José Carneiro (PSB-MA)

Julio Lopes (PP-RJ)

Paulo Lustosa (PP-CE)

Rodrigo Garcia (DEM-SP) – Licenciado, é secretário do Governo de São Paulo.

Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA)

Vander Loubet (PT-MS)

Vicente Cândido (PT-SP)

Yeda Crusius (PSDB-RS)

3 Governadores

Renan Filho (PMDB-AL)

Robinson Faria (PSB-RN)

Tião Viana (PT-AC)

2 Prefeitos

Napoleão Bernardes (PSDB – Blumenau/SC)

Rosalba Ciarlini (PP – Mossoró/RN)

1 Deputado Estadual

Ana Paula Lima (PT-SC)

1 Ministro do TCU

Vital do Rêgo

20 Outros (sem foro privilegiado)

Cândido Vaccarezza (PTdoB- ex-deputado)

César Maia (DEM – ex-prefeito do Rio)

Eduardo Paes (PMDB – ex-prefeito do Rio)

Edvaldo Pereira de Brito (PTB – não eleito ao Senado pela BA)

Eron Bezerra (marido da senadora Vanessa Graziotin)

Guido Mantega (PT ex-ministro da Fazenda)

Humberto Kasper (ex-diretor da Transurb no Rio de Janeiro)

João Carlos Ribeiro (ex-secretário em Rondônia)

José Dirceu (PT – ex-ministro de Governo)

José Feliciano (PMN – ex-vereador em Cabo de Sto. Agostinho, Pernambuco)

Maguito Vilela (PMDB – ex-governador de Goiás)

Marco Arildo P. da Cunha (ex-diretor da Transurb no Rio de Janeiro)

Moisés Pinto Gomes (marido da senadora Kátia Abreu)

Oswaldo Borges da Costa (ex-presidente da Cia. de Desenv. Econômico de Minas Gerais, Codemig)

Paulo Bernardo (ex-ministro do Planejamento)

Paulo Vasconcelos (marqueteiro de Aécio Neves)

Rodrigo Jucá (filho de Romero Jucá)

Ulisses César de Sousa (ex-Procurador Geral do MA)

Vado da Farmácia (PTB – ex-Prefeito de Cabo de Sto. Agostinho, Pernambuco)

Valdemar Costa Neto (PR- ex-deputado e ex-líder do partido na Câmara)

Be the first to comment

Deixe seu Comentário

Seu e-mail não será publicado.


*