Os vinhos da Itália

O site especializado Wine Folly recentemente publicou um excelente Italian wine exploration map  (Mapa exploratório do vinho italiano), aqui divulgado de forma resumida pelo Mundo Século XXI. Para ler a matéria completa consulte “winefolly.com/review/italian-wine-exploration-map/”.

O texto chamou-me a atenção porque sempre considerei o mundo dos vinhos particularmente complexo e difícil de entender quando o foco é a Itália.  Uma especie de b[íblia para os enófilos, o livro Wine Grapes identifica nada menos que 377 cepas indígenas de uvas viníferas no país, ao que devem ser acrescidos outras várias centenas de subvariedades que embora sigam o padrão genético da cepa-mãe, na prática geram vinhos que podem ser muito diferentes entre si.

Não há como esquecer que as autoridades do setor credenciam 408 D.O.P. – Denominazioni di Origine Protetta (Denominação de Origem Protegida) que classificam os vinhos em DOC e DOCG segundo sua qualidade, afora a importância relativa das safras e de cada terroir, para que ao final tenhamos um universo que se vê difícil até mesmo de acompanhar. Estima-se que se você se dispuser a provar um novo vinho italiano a cada semana, essa viagem lhe consumirá pelo menos 20 anos!

O Mapa do Vinho italiano identifica 20 regiões vitiviníferas com as principais uvas que são características de cada uma. Procure no mapa e veja por onde começar em sua próxima viagem à bota! Para facilitar, segue-se a relação das regiões e as principais cepas que, em cada uma, geram os seus vinhos.

As trinta cepas principais estão numeradas a seguir, de modo que basta identificar a região para ver o que nela tem sido produzido, basicamente a contar de 2.010. No site da Wine Folly há um resumo , região por região, das características dos seus vinhos, incluindo notas de degustação.

Itália: Mapa do Vinho (Wine Folly)
Itália: Mapa do Vinho (Wine Folly)

RELAÇÃO DAS PRINCIPAIS UVAS VINÍFERAS NA ITÁLIA  (em ordem alfabética)

01. Aglianico

02. Barbera

03. Bonarda

04. Cabernet Franc

05. Cabernet Sauvignon

06. Canaiolo Nero

07. Chardonnay (branco)

08. Dolcetto

09. Friuliano (branco)

10. Gewurztraminer (branco)

11. Greco Nero

12. Grenache

13. Malvasia (branco)

14. Montepulciano

15. Moscato D’Asti (branco)

16. Merlot

17. Müller-Thurgau (branco)

18. Nebbiolo

19. Petite Rouge

20. Pinot Grigio (branco)

21. Pinot Noir

22. Primitivo (= Zinfandel)

23. Prosecco (Espumante)

24. Sangiovese

25. Soave (branco)

26. Teroldego

27. Trebbiano (branco)

28. Valpolicella

29. Verdicchio (branco)

30. Vermentino (branco)

RELAÇÃO DAS REGIÕES VINÍFERAS (em sequência geográfica) COM AS PRINCIPAIS CEPAS PLANTADAS EM CADA UMA

I. VALLE D’AOSTA – 18, 19

II. LOMBARDIA – 2, 3, 18, 21

III. TRENTINO – ALTO ÁDIGE – 16, 17, 20, 26

IV. FRIULI – VENEZIA GIULIA – 4, 9, 10, 16, 20

V. VENETO – 16, 20, 23, 25, 28

VI. EMILIA-ROMAGNA – 2, 12, 24, 27

VII. LIGURIA – 30

VIII. PIEMONTE – 2, 8, 15, 18

IX. LE MARCHE – 14, 24, 29

X. ABRUZZO – 7, 14, 24, 27

XI. MOLISE – 5, 14, 27

XII. PUGLIA – 14, 22, 24, 27

XIII. TOSCANA5, 6, 16, 24, 27

XIV. UMBRIA – 16, 24, 27

XV. LAZIO – 13, 16, 24, 27

XVI. CAMPANIA – 6, 13

XVII. BASILICATA – 1, 22, 24

XVIII.SARDEGNA – 12, 30

XIX.CALABRIA – 11

XX. SICILIA – 7 (também Marsala, Nero D’Avola, Syrah)

Be the first to comment

Deixe seu Comentário

Seu e-mail não será publicado.


*