Manifestações cessam em Hong Kong

A tática adotada pelas autoridades de Hong Kong mostrou-se efetiva. Após o último fim de semana, nestas 2a. e 3a. feiras, dias 7 e 8 de outubro de 2014, a frequência aos movimentos de rua caiu de milhares de jovens estudantes para cerca de uma centena. Por fim, Leung Chun-Ying, o principal líder dos protestos e outros colegas concordaram em suspender as manifestações e realizar negociações com representantes do governo local. Não está na pauta qualquer modificação nas regras estabelecidas de que só concorrerão em 2017 candidatos pré-aprovados por Pequim. Duas questões permanecem agora no ar: qual será o peso e a dureza da repressão, e qual o futuro da democracia na ilha?

Be the first to comment

Deixe seu Comentário

Seu e-mail não será publicado.


*